Avanços na Fabricação de Polímeros e Plásticos

0
440

A crescente demanda por materiais resistentes e leves resultou em avanços na fabricação de polímeros e plásticos. Embora muitos destes materiais não sejam novos, a reengenharia tornou possível melhorar as propriedades químicas e físicas de compostos existentes. A alteração dos constituintes químicos e do métodos de processamento permitiu que os fabricantes melhorassem o desempenho dos materiais, permitindo a sua utilização numa gama cada vez mais vasta de aplicações. Estão sendo produzidos novos polímeros e plásticos que podem suportar temperaturas muito mais elevadas ou que demonstram uma ductilidade muito maior do que era anteriormente possível.

plasticsEstes avanços na fabricação de plásticos e polímeros possuem também algumas desvantagens. Muitas vezes, as características melhoradas são conseguidas à custas de outra. Por exemplo, o processamento do material para que haja uma melhor a resistência à temperatura frequentemente torna o material muito quebrável. Além disso, os fabricantes de polímeros e plásticos devem garantir que a relação custo/benefício esteja alinhada com o retorno do investimento para seus clientes.

Os fabricantes de equipamentos de hoje estão explorando métodos para produzir componentes com maior longevidade para reduzir desgaste e manutenção. Muitos estão substituindo metal por polímeros e plásticos que exibem características semelhantes, como resistência e rigidez, mas, que possuem também, maior resistência a produtos químicos e calor. As cetonas de éter poliéter têm sido reconhecidas por suas propriedades de resistência ao calor por algum tempo. Recentemente, foram introduzidas reformulações destes polímeros que também exibem uma resistência ao desgaste melhorada. Estes estão sendo utilizados em uma série de aplicações de processamento de alimentos onde o contato direto com os alimentos é necessário. Ademais, um menor coeficiente de atrito está resultando em um uso cada vez maior deste material na produção de buchas, rolamentos e vedações. Os compostos de cetona de éter de poliéter proporcionam componentes mais leves, bem como economias de custo para os fabricantes de equipamentos.

Quando se adiciona politetrafluoroetileno (PTFE) a poliéter éter cetonas, ocorre uma melhora na resistência ao desgaste do material. No entanto, como os dois compostos exigem diferentes temperaturas de processamento, o PTFE tipicamente dispersa. Isto gera no produto acabado um grau de desgaste proporcionou a quebra do PTFE. Os avanços recentes em processamento solucionaram os desafios relacionados à dispersão e estes materiais resistentes aos hidrocarbonetos são atualmente utilizados para selar superfícies na indústria de petróleo e gás.

 

injection molder
Item 523539 | Molde de Injeção Netstal H350/150

Nano-aditivos estão sendo usados para melhorar a resistência ao desgaste e resistência mecânica. Os fabricantes estão reforçando polímeros de alto desempenho com componentes de fibra longa para desenvolver materiais mais fortes com propriedades análogas aos metais. Aditivos de vidro e fibra de carbono podem melhorar as capacidades de carga de plásticos, transformando-os em uma alternativa ao alumínio ou zinco. Adições de fibra podem variar de 20 a 50 por cento, permitindo um alto grau de flexibilidade e personalização para atender as diferentes necessidades dos clientes. Os polímeros reforçados com fibras oferecem facilidade de processamento e são comumente usados em moldagem por injeção.

Uma variedade de novos plásticos e polímeros estão sendo introduzidos no mercado para aprimorar as metodologias atuais. Resina fusível fornece juntas flexíveis para tubos de encanamento, eliminando a necessidade de quebras nas curvas, bem como evitando vazamentos. Resinas mais resistentes ao cloro fornecem materiais com maior longevidade e eficiência energética melhorada para linhas de água quente. Compostos de polímeros de fontes biológicas também estão abrindo portas para novas oportunidades nas indústrias óptica, médica e eletrônica.

 

Veja nosso infográfico – Uma breve história do plástico