O Futuro da Impressão 3D na Indústria Farmacêutica

0
689

O uso de impressão 3D está crescendo em todos os setores. De pontes aos alimentos, os processos de impressão que criam praticamente qualquer coisa, até mesmo pequenas gotas de tinta, oferecem uma ampla gama de benefícios. Esses benefícios incluem de tudo, desde sustentabilidade até maior eficiência. E, o mundo farmacêutico não está imune a esta nova tendência. Na verdade, a impressão 3D mudará a indústria farmacêutica de muitas maneiras.

pharma

Como A Impressão 3D Está Mudando A Indústria Farmacêutica

Embora muitas pessoas ainda estejam aprendendo sobre as tecnologias 3D, nem tudo isso é novo. Estas já existem há muitos anos, embora antes fossem usadas quase que exclusivamente no setor de manufatura. A impressão 3d, que é cientificamente conhecida como estereolitografia, cria objetos tridimensionais através do processo de fusão de materiais. Isso ocorre com a adição de uma única camada de cada vez e permite a criação de desenhos muito precisos, sofisticados e intrincados que são personalizados para atender às necessidades específicas de um indivíduo.

O valor que essa flexibilidade e personalização trazem é algo muito claro para todos. Especialistas do setor acreditam que a tecnologia 3D criará novas oportunidades para pesquisas e aplicações de biotecnologia. Poderá ajudar a desenvolver curas, aumentar a eficiência na entrega e pode até permitir uma dosagem mais precisa e personalizada. Estas tecnologias realmente abrem as portas para novos caminhos.

 

Dosagem Personalizadas de Medicamentos

Talvez uma das maneiras mais fáceis de imaginar como a tecnologia 3D irá influenciar a indústria farmacêutica é através da criação de doses personalizadas de medicamentos. Em suma, um comprimido 3D impresso é projetado especificamente para um paciente, já que doses individualizadas têm sido uma batalha de longa data para muitos na indústria por que pacientes respondem aos mesmos medicamentos de forma muito diferente. Tecnologias de impressão 3D permitirão que um médico crie uma formulação individual com considerando os diversos fatores relevantes.
Também será possível consolidar numerosos medicamentos em uma única dose. Por exemplo, a tecnologia 3D permite produtos em camadas, podendo criar camadas complexas que fornecem uma combinação de múltiplos medicamentos ao mesmo tempo. Isso poderia se traduzir em fornecer indivíduos com uma única pílula para todas as suas doenças.

 

Impressão de Tecido Vivo

Talvez uma das mais interessantes e mais pesquisadas soluções em impressão 3D é a de impressão de tecidos vivos. Imagine ser capaz de substituir não só as válvulas, mas todo um coração com um novo impresso em 3D usando a estrutura de DNA do indivíduo. Alguns especialistas acreditam que este tipo de tecnologia será uma realidade no nosso cotidiano em apenas algumas décadas. Impressão de órgãos ainda está distante, mas a impressão de pele, por exemplo, pode acontecer mais cedo do que muitos imaginam.

 

Perfis Complexos de Drogas

A indústria farmacêutica também poderá observar uma mudança na maneira como cria de perfis de liberação de fármaco complexos. Impressão 3D permitiria a criação personalizada de medicamentos que são liberados em intervalos programados variados. Como o uso de aglutinantes em pós poderá ser mais cuidadosamente controlado, haverá uma flexibilidade maior na criação de medicação de liberação temporizada.

 

O Que Mais O Futuro Vai Oferecer?

Em março de 2016 a FDA aprovou a primeira medicação impressa 3D. A medicação, Levetiracetam, trata a epilepsia. O fato de que já estamos vendo aprovação de agências federais americanas para estes produtos é um bom sinal do avanço dos usos destas tecnologias. No futuro, provavelmente veremos mais medicamentos e formulações personalizadas. Certamente, observaremos mais produtos projetados para que os pacientes façam um uso mais ajustado –  desde aparelhos dentais à próteses e mais. É importante observar que os cientistas ainda estão pesquisando novas aplicações para tecnologias 3D na indústria.