Perspectivas da Indústria de Alimentos: Inovações nas Compras em 2018

0
600

Várias tendências moldaram a indústria de alimentos e bebidas em 2017, como algumas interessantes combinações de sabores, soluções de embalagens eficientes, alternativas saudáveis para lanches, entre outras. E o que há de novo para 2018? Existem algumas tendências em alta, introduzindo algumas mudanças interessantes com relação à maneira com que os consumidores farão suas compras.

food subscription

1. Modelos de Assinatura

As assinaturas ultrapassam as revistas hoje em dia; os consumidores podem fazer assinaturas de praticamente qualquer coisa – de brinquedos e snacks para cachorros até produtos de beleza e maquiagem, existe um tipo de assinatura para todo mundo. Assinatura de alimentos estão em alta atualmente. Algumas empresas que vêm à cabeça podem ser a HelloFresh e Graze. A Graze é uma companhia do Reino Unido que fornece lanches salgados, inicialmente destinados a quem faz pequenas refeições no trabalho. Hoje, a empresa vende lanches individuais e pacotes para dividir destinados à crianças, bem como produtos com ingredientes atrativos aos intolerantes a algum tipo de alimento. A HelloFresh, originária da Alemanha e agora presente em sete países, oferece aos consumidores receitas e ingredientes pré-medidos para refeições caseiras. Essa é uma ótima opção para quem tem um estilo de vida corrido, mas não quer pedir comida fora todas as noites.

food shopping

2. Integração entre Varejistas, Serviços de Alimentação e Negócios Online & Offline

Como muitos já devem ter ouvido, a gigante variejista online Amazon adquiriu oficialmente a Whole Foods, maior loja especializada em orgânicos no mundo. Além disso, ela também expandiu seu serviço de entrega de comida AmazonFresh para mais cidades ao redor dos EUA e agora oferece opções para retirada de pedidos em lojas locais especializadas no assunto. A empresa começou ainda a vender kits de refeições e lançou recentemente as primeiras linhas de alimentos da marca.

Além da Amazon, grandes corporações de bens de consumo, como a Unilever, Nestlé e Ferrero, têm criado lojas temporárias onde visitantes podem criar sua própria comida. Os consumidores também estão vendo mais alimentos prontos nas prateleiras dos supermercados, como os cafés prontos para consumo da Dunkin Donuts. Fique atento para o McDonald’s também – a empresa está trabalhando atualmente com a Coca-Cola para começar a vender bebidas McCafé Frappé nas mercearias dos EUA.

O Wal-Mart está melhorando aos poucos sua presença na internet devido ao declínio das vendas em lojas físicas e a migração do público para lojas online. A empresa comprou recentemente alguns e-commerces varejistas, como a Jet.com e a Bonobos para ajudar a incrementar sua presença fora de espaços físicos.

food customization

3. Customização & Personalização

Não só houve uma valorização de produtos personalizados para os consumidores, como isso agora está gerando mudanças na indústria alimentícia. As empresas estão em busca de novas e revolucionárias maneiras de se relacionar com o seu público, e a personalização é a chave para voltar as atenções aos produtos. A personalização na indústria de alimentos vem em várias formas, como planos nutricionais individualizados, embalagens, entre outros.  Por exemplo, a The Campbell Soup Company tornou-se investidora oficial da Habit, uma empresa start-up dos EUA de entrega de refeições personalizadas. A Habit permite que os usuários, a partir da informação de várias métricas corporais, completem um teste em casa que mede mais de 60 biomarcadores, obtendo uma compreensão real das necessidades de alimentos e nutrientes de diferentes indivíduos.

Mencionamos os avanços da impressão em 3D em nosso blog várias vezes. O que muitas pessoas não sabem é que ela se expandiu para a indústria alimentícia, o que quer dizer que muitos alimentos agora podem ser impressos em 3D. Ela foi inicialmente utilizada com chocolate, mas agora está sendo usada também para massas e outros alimentos.

Outras empresas que estão agora buscando a personalização de seus produtos são a PepsiCo e os Vigilantes do Peso, entre outras. Por conta do declínio nas vendas de refrigerantes, a Pepsi está aumentando seu orçamento para pesquisas na esperança de melhorar sua bebida esportiva mais popular, Gatorade. Sua nova garrafa contém uma “tampinha inteligente” equipada com um microchip que consegue determinar o nível de suor, deficiências eletrolóticas e outras métricas para otimizar a hidratação e recuperação de fluídos. Assim como a Campbell’s, os Vigilantes do Peso também estão personalizando kits de refeições em parceria com a Chef’D. O plano de refeições com a Chef’D é feito sob medida para atender ao novo plano dos Vigilantes e ensina os consumidores receitas nutritivas para que eles mantenham-se na linha.

Estas três tendências são apenas alguns dos tópicos que estão guiando o comportamento dos consumidores em 2018. Com o mercado em constante evolução e as diferenciadas exigências dos consumidores, podemos certamente ver muitas outras mais começando a tomar forma no universo das compras de alimentos.


 

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS – VEJA OS EQUIPAMENTOS, AGENDA DE LEILÕES, PROJETOS EM DESTAQUE E MAIS

 

Fonte
Euromonitor International. (2018, January). Food Shopping Reinvented: Alternative business models in food and nutrition. Link – http://www.euromonitor.com/