Curiosidades

Indústria: saiba tudo sobre um dos maiores setores do Brasil

Indústria no Brasil: tudo que você precisa saber

No Brasil, a indústria é um setor que tem muita força. Desse modo, ela tem se destacado e se tornado importante para a economia. Além disso, muitos empregos são gerados por essa categoria que transforma as matérias-primas.

Por certo, os itens que as pessoas consomem ou utilizam por esse processo. De tal forma, que as máquinas agilizam as tarefas e garantem maior segurança . Uma vez que tudo é padronizado e segue normas rígidas.

Assim, entenda que o setor trouxe uma verdadeira revolução e tem se aprimorado bastante. Para saber mais sobre a evolução e a história da indústria no Brasil, acompanhe esse artigo. 

O que é uma indústria?

De uma forma bem resumida, a indústria é uma atividade do ramo econômico. Dessa maneira, o objetivo dela é realizar a transformação da matéria-prima . Como resultado disso, são fabricados diversos produtos de ordem comercial.

Com isso, a indústria pode se utilizar de 3 tipos de moldes:

  • Máquinas;
  • Energia;
  • Humana.

De fato, saiba que esse processo de industrialização está presente em todos os ramos. Ao passo que tudo que fazemos uso é elaborado através dessas fábricas . Ou seja, os produtos são criados e depois disponibilizados ao mercado consumidor.

Pode-se dizer que o seu desenvolvimento aconteceu a partir da revolução industrial , no século XVIII. Dessa forma, surgiu também a máquina a vapor e o carvão mineral. Logo, criou-se a primeira manufatura: como têxteis.

Atualmente, a industrialização mundial vem sofrendo grandes mudanças, com as chamadas Indústrias 4.0 . Já que, elas estão trazendo uma série de inovações tecnológicas a esse setor. A fim de tornar as etapas de produção ainda mais ágeis e independentes.

Um país industrializado sustenta seu consumo interno, aumenta as exportações e gera muitos empregos. 

O surgimento das fábricas e sua evolução

A fábrica têxtil foi a primeira a surgir, na chamada Primeira Revolução Industrial. A partir dela, uma industrialização se espalhou para outros setores, como o metalúrgico. Portanto, a indústria começa a empregar cada vez mais trabalhadores.

Essa evolução, que teve seu início na Inglaterra, se estendeu para outros países. Inclusive, Estados Unidos, França e até o Japão. Assim, quase cem anos depois, já no século XIX, ocorre a Segunda Revolução Industrial.

Aqui, à medida que as manufaturas maiores já começam a sua expansão mundial afora, criando as chamadas multinacionais. Logo, com as linhas de produção a todo vapor, mais indústrias surgiram, como:

  • Siderúrgica;
  • Petroquímica;
  • Automobilística.

O sucesso dessa época, foi o automóvel. Porém, outras grandes invenções também tiveram destaque como o avião, telefone, lâmpada, raio-x e mais. Então, na década de 70, nasce uma nova era: a Terceira Revolução Industrial

Esse período ficou conhecido como era da informação . Pois, grandes mudanças aconteceram na sociedade após as duas grandes guerras mundiais e, também, com a chegada do computador e da internet. 

Com essa nova revolução tecnológica , conforme as distâncias entre os países diminuíram. Desse modo, o processo de globalização teve seu início. 

Elementos que atraem uma indústria

As condições locais de uma região é o que vai atrair ou repelir polos industriais . Assim, as áreas certas são mais vantajosas do que outras, em questão de matéria-prima, por exemplo. 

Uma indústria mineral vai se estabelecer em áreas com mais recursos minerais. Por outro lado, indústrias automobilísticas essenciais de mão de obra qualificada. Além de uma ampla rede de transportes.

Por isso, é preciso identificar quais elementos atraem uma manufatura. Confira alguns deles a seguir.

Mão de Obra

Serão exigidas tanto mão de obra barata, quanto qualificada. A fim de supervisionar o bom funcionamento do trabalho. 

Matéria prima

É fundamental que fiquem próximas das indústrias. Afinal, não faz sentido que as matérias-primas sejam usadas para chegar.

Transporte

Precisa ter um sistema de transportes para deslocamento rápido de produtos e materiais. 

Fontes de energia

Locais em que acontecem apagões e quedas de energia, não favorecem a instalação de indústrias. Pois, a empresa não pode correr o risco de perder ou atrasar a produção.  

Incentivos fiscais

O governo oferece a redução ou isenção de impostos, para os polos industriais se instalarem ali. Assim, no Brasil, essa troca ficou conhecida como “guerra fiscal”, por causa da acirrada competição entre os estados para atrair grandes empresas. 

Dica: Validação de processos: como garantir a qualidade dos medicamentos?

Ciência e Tecnologia

O setor da indústria farmoquímica e automobilística, prefere áreas universitárias e centros de pesquisa. Dessa forma, mão de obra qualificada e conhecimento. A fim de melhorar os processos de produção.

Tipos de indústria

O processo industrial faz a transformação da matéria vinda da natureza em bens de consumo. Logo, os tipos de indústrias são definidos de acordo com o que ela produz. Desse modo, podem ser classificadas em três categorias, acompanhe um seguir.

Indústrias de base

As Indústrias de Bens de Produção convertem Matéria Bruto em Matéria-Prima Processada. Assim, esse setor da indústria , produz instrumentos e materiais que serão utilizados por outras empresas. São manufaturas de bens de produção:

  • Mineradoras;
  • Madeireiras;
  • Petrolíferas;
  • Metalúrgicas.

Indústrias de bens intermediários

São aquelas que fabricam matéria-prima processada para outros setores industriais. Ou seja, equipamentos ou materiais que serão utilizados em indústrias de bens de consumo . Exemplos:

  • Plástico e borracha;
  • Autopeças;
  • Ferramentas;
  • Itens eletrônicos.

Indústrias de bens de consumo

Esse tipo de indústria é encontrada em grandes centros urbanos. Pois, são atraídos por muita mão de obra e pelo mercado consumidor. Logo, esse setor leva diretamente a mercadoria final para o cliente. Então, são divididas em bens de consumo duráveis ​​e não duráveis.

Bens de consumo duráveis

São os produtos que não são perecíveis , ou seja, que têm longa duração. Alguns tipos são:

  • Móveis;
  • Automóveis;
  • Eletrodomésticos e eletrônicos.

Bens de consumo não duráveis

São os produtos perecíveis , que tem prazo de validade. São eles:

A história da indústria no Brasil

A indústria no Brasil começou tarde, se comparado a outros países do mundo. Pois, teve seu início somente na década de 30. Assim, devido à Crise de 1929, o país perdeu seu principal produto, o café. 

A partir daí, teve que buscar outro meio de produção. Por isso, o governo e os barões do café iniciaram o processo de industrialização, através do investimento em máquinas, energia e transporte. Logo, a primeira indústria no Brasil foi de base, com as:

  • Companhia Siderúrgica Nacional;
  • Vale do Rio Doce; 
  • Companhia Hidro Elétrica de São Francisco. 

Logo após, a globalização surgiu, e com ela, como multinacionais. Coca-Cola, Vale, Volkswagen, Samsung e Petrobras são algumas marcas presentes em território brasileiro.

Confira a linha do tempo da história da indústria no Brasil :

  • 1500 a 1808: não havia atividade industrial;
  • 1808 a 1930: surgem as primeiras fábricas;
  • 1844: Tarifa Alves Branco, incentivou a indústria brasileira;
  • 1930: investimentos no ramo da indústria ;
  • 1941 a 1947: criação da CSN;
  • Década de 50: projetos políticos de JK abre a economia do Brasil;
  • 1953: a Petrobras tem origem;
  • 1990: o PIB cresce;
  • Século XXI: crescimento do setor industrial e sua expansão.

Os 8 maiores polos industriais do Brasil

Conheça agora os oito maiores polos industriais do Brasil

8º Pará

É o nono estado mais populoso.

  • PIB industrial de quase R $ 44 bilhões;
  • 3,7% da indústria nacional;
  • Extração de minerais, serviços de utilidade pública, construção.

7º Bahia

É o quarto mais habitado.

  • PIB industrial de R $ 53 bilhões;
  • 4,4% da indústria nacional;
  • Construção, serviços de utilidade pública, derivados de petróleo e biocombustíveis. 

6º Santa Catarina

É o décimo estado mais habitado.

  • PIB industrial superior a R $ 63 bilhões;
  • 5,3% da indústria nacional;
  • Construção, alimentos , indústria de vestuário.

5º Rio Grande do Sul

É o sexto mais habitado.

  • PIB industrial superior a R $ 82 bilhões;
  • 6,9% da indústria nacional;
  • Construção, alimentos, serviços de utilidade pública.

4º Paraná

É o quinto estado mais populoso.

  • PIB industrial de quase R$ 93 bilhões;
  • 7,8% da indústria nacional;
  • Alimentos, serviços de utilidade pública, construção.

3º Rio de Janeiro

É o terceiro mais populoso.

  • PIB industrial de quase R$ 105 bilhões;
  • 8,7% da indústria nacional;
  • Construção, extração de petróleo e gás, serviços de utilidade pública.

2º Minas Gerais

É o segundo estado mais populoso.

  • PIB industrial de quase R$ 129 bilhões;
  • 10,7% da indústria nacional;
  • Construção, extração de minerais, alimentos.

1º São Paulo 

É o estado mais populoso.

  • PIB industrial de quase R$ 379 bilhões;
  • 31,6% da indústria nacional;
  • Construção, alimentos, químicos.

Essas empresas brasileiras têm crescido cada vez mais e vem agregando novas tecnologias. E isso tem contribuído bastante para as melhorias econômicas.

Indústria mundial

A atividade industrial cresceu e se desenvolveu com o tempo, se expandindo pelo mundo todo. Portanto, cada país possui grandes empresas, nos mais diversos segmentos da indústria.

Nações como EUA, Inglaterra, Alemanha e Japão, têm as maiores indústrias instaladas em seus territórios. Acompanhe são quais:

  • Estados Unidos: Apple, indústria de eletrônicos;
  • Holanda: Royal Dutch Shell, multinacional petrolífera;
  • Coreia do Sul: Samsung, empresa de produtos tecnológicos;
  • Japão: Toyota Motor, multinacional automobilística;
  • Alemanha: Volkswagen, fabricante de automóveis;
  • França: L’oréal, multinacional de cosméticos.

Indústrias 4.0

A indústria 4.0 abrange várias mudanças, através de inovações em tecnologia. Assim, ela é caracterizada por aliar três princípios ao seu processo de produção.

Progresso tecnológico 

Os softwares são os responsáveis ​​por tornar as indústrias cada vez mais automatizadas. Por exemplo, as grandes fábricas de automóveis, com seus braços robóticos. Dessa forma, tudo é feito por eles. 

Desde a fabricação até os testes de qualidade, já no final. Assim, os custos de produção são reduzidos e o padrão de qualidade aumenta. 

Digitalização

Tudo é realizado de forma digital. Logo, a criação da mercadoria, design, estocagem de materiais, o processo é 100% digitalizado. 

Inovação

O progresso na inovação é uma ótima ferramenta para a indústria. Pois, ela pode utilizar as tecnologias que já existem e incrementá-las em várias áreas.

Em menos de duas décadas, os computadores e a internet já modificaram muito as indústrias. Assim, mesmo sendo um fenômeno global, ele é mais ativo nos EUA, Japão e Europa.

As tarefas desempenhadas na indústria serão realizadas com muito mais rapidez e segurança. Visando sempre facilitar a fabricação dos produtos através das matérias-primas utilizadas no processo.

Portanto, o setor industrial é de extrema importância para os países ao redor do mundo. Já que a ausência delas é impensável nos tempos atuais. E a tendência é de que isso aumente cada vez mais

Diferenças entre parque, complexo e distrito industrial

À primeira vista, pode parecer ter o mesmo significado. Porém, as especificidades específicas, como será logo a seguir.

Parque industrial

É o conjunto de todas as fábricas que um país possui. Portanto, os maiores parques industriais do mundo são: EUA, Canadá, Rússia, Japão, China, França e Alemanha.

Complexo industrial

É um grupo com várias indústrias, que fabricam diferentes tipos de bens de consumo. Os maiores do mundo são:

  • Alemanha, no Vale do Ruhr; 
  • Inglaterra, na Bacia do Tâmisa; 
  • Rússia, na região de Moscou; 
  • EUA, nos Grandes Lagos e Vale do Silício;
  • Brasil, na capital paulistana e em todo o ABCD.

Distrito industrial

São áreas dentro das cidades, focadas na atividade industrial. Desse modo, uma única região pode ter mais de um distrito industrial. Entretanto, vai depender do tamanho do seu território e do seu potencial para produção. No Brasil, os maiores estão envolvidos em: 

  • Minas Gerais: Betim e Contagem; 
  • Bahia: Aratu e Camaçari; 
  • Rio de Janeiro: Duque de Caxias e Volta Redonda; 
  • São Paulo: Paulínia e Cubatão.

O valor da indústria

A indústria contribui para o crescimento da economia. Mas, como? Confira abaixo, como maiores participações desse setor na nossa sociedade:

  • Na agricultura, é responsável pela automação das colheitadeiras;
  • Produz cimento e modernização os fornos do setor cerâmico;
  • Fabricação e inovação em tecnologias, como computadores e smartphones;
  • Na mineração, produz os caminhões;
  • Fabrica vacinas e equipamentos hospitalares;
  • Tem os melhores salários e emprega mais de 20% dos trabalhadores formais.

Os resultados da indústria também podem ser vistos em:

  • Representa 21% do PIB do país;
  • É responsável por 71% das exportações de bens e serviços;
  • Assim como, 72% do investimento das empresas em pesquisa;
  • E 33% dos tributos federais;
  • A tecnologia desenvolvida pela indústria possibilita maior produção no campo;
  • Ela é a maior investidora em pesquisa e inovação.

Por isso, expandir esse setor é importante, a fim de recuperar a economia. Dessa forma, a dependência do Brasil diante de produtos e equipamentos importados irá diminuir. 

Por fim, os resultados da indústria brasileira aumentarão, e o país ficará resguardado em momentos de crise, como agora.

Marketing industrial: saiba mais

Esse tipo de marketing é vendido no atendimento da indústria. Portanto, seu objetivo é oferecer, para empresas, ações que deem retorno. A fim de acrescentar valor aos ingredientes das sobremesas.

Assim, com a estratégia de marketing, seus clientes serão incluídos e novos surgirão. Desse modo, o marketing industrial busca manter a relação entre as duas empresas.

Quais são os benefícios?

O relacionamento de empresa para empresa (B2B) precisa de confiança total. Por exemplo, muitas marcas ficam vários anos fidelizadas ao mesmo fornecedor. Isso porque existe confiança na relação. Assim, sabe a diferença entre um consumidor B2C e B2B? 

O primeiro era por impulso, sem calor do momento. O segundo é mais racional e consciente. Dessa forma, um grande benefício é a relação de confiança que pode ser estimulada através do marketing digital para indústrias

Outra vantagem é o controle e avaliação dos parâmetros do B2B. Para isso, diversas ferramentas estão disponíveis para monitorar a necessidade do cliente. E assim, desenvolver uma ação. 

Principais Utilizados

As estratégias são muitas, por isso, é necessário ter um bom plano. Só assim você e sua equipe conseguirão ver o que mais dá certo. As principais estratégias de marketing industrial são:

  • Usar redes sociais;
  • Empregar métodos SEO;
  • Patrocinar anúncio;
  • Criar um marketplace;
  • Produzir marketing de conteúdo.

O marketing B2B pode ser colocado em prática com a ajuda da sua equipe. Portanto, com essas dicas e uma plataforma de mercado, sua indústria terá o merecido destaque.

Marketplace da EquipNet

A EquipNet agiliza a compra e venda de equipamentos da indústria, usados ​​ou inativos. Dessa forma, tudo é feito de forma facilitada, numa plataforma exclusiva, o marketplace.

Assim, vários setores da indústria são atendidos: farmacêutica, cosméticos, bens de consumo, entre outros. Nessa plataforma você encontra inúmeros equipamentos, com preços de 25% a 75% sobre um novo. 

A empresa atua no Brasil desde 2015. Porém, sua presença no mercado mundial já tem vinte anos. A EquipNet tem o maior espaço on-line para embalagem, laboratório, teste, eletrônica e afins.

Benefícios de comprar e vender com a EquipNet

A EquipNet coordena todo o processo de vendas de equipamentos. Como ocorre em casos de fechamento de uma indústria , ou de um equipamento reserva. Desse modo, ela vai atuar para garantir que você tenha seu valor máximo de volta.

Além disso, o marketplace da EquipNet é dividido por setores. Dessa forma, seu produto é vendido para os compradores com mais chances de adquiri-lo . Tudo é feito de forma rápida e fácil.

Você mesmo como vendedor, pode postar automaticamente seu equipamento. Ou a própria empresa, sem qualquer custo a mais. Assim, não deixe de conhecer a plataforma. Pois, esse é o primeiro passo para montar sua indústria. 

Categorias: Curiosidades

Tags: ,